Facebook Twitter Youtube Linkedin |

Cinco inovações de uma loja do futuro

Um exemplo de Loja do Futuro será montado em Porto Alegre na semana que vem.

Uma loja do futuro deve melhorar a experiência de compra do consumidor e elevar vendas. É um conceito que a GS&COMM vai apresentar na FBV – Feira Brasileira de Varejo, aqui em Porto Alegre.

A diretora Caroline Giordani explica que um dos diferenciais da Loja do Futuro é a possibilidade de o gestor acompanhar em tempo real o desempenho do ponto de venda na sala de “analytics”. Funciona como um e-commerce.

Algumas experiências que são oferecidas:

1 – Clic and collect:

Com o aumento das compras online, é preciso oferecer alternativas de entrega para o cliente. A retirada do produto em loja é uma iniciativa muito bem aceita pelo público.

Vantagens para o cliente
· Conveniência: possibilidade de retirar o produto mais rápido, escolhendo horário e local. Pode escolher a loja que fica ao lado da estação de metrô do seu bairro. Por exemplo, a varejista norte-americana Target implantou essa modalidade e com isso 90% dos pedidos clic and collect ficam disponíveis para retirada em menos de um hora. Ou seja, há conveniência e rapidez para o consumidor.
· Custo com frete: o consumidor não tem essa despesa.
Vantagens para o lojista
· Custo logístico: a entrega de vários pedidos em um único local e horário significa uma economia operacional alta para o varejista, pois reduz separação, embalagem, transporte, pessoas, etc.
· Recompra: trazendo o cliente para a loja para retirar o produto, há a oportunidade de treinar a equipe e incentivar novas compras. Por exemplo, na Black Friday dos Estados Unidos, 36% das vendas online foram para retirar em loja e, nestas, 58% dos clientes fizeram uma recompra.

2 – Aplicativos para a equipe de vendas:

A loja do futuro será um local de experiência e exigirá que os vendedores se transformem em consultores. Hoje, o cliente entra na loja e conhece muito mais do produto do que os vendedores. Isso precisa mudar, alerta a diretora. O consultor precisa conhecer o produto e o cliente, hábitos de compra, preferências, históricos, etc. Na Loja do Futuro, o consultor terá em mãos, por meio de um pequeno tablet, todas informações relevantes para criar empatia e ofertas mais certeiras para o cliente

Leia a reportagem completa em: Rede Gaúcha