Facebook Twitter Youtube Linkedin |

Experiência personalizada deve ser tendência no varejo em 2019

Em meio a um mercado cada vez mais competitivo, o consumidor deixa de apenas ter sempre razão para ir para o centro de todo o mecanismo do varejo. O modo de exibir os produtos, abordar os clientes, criar a propaganda e até mesmo de produzir o item a ser vendido estão sendo modificados e personalizados, de forma a oferecer uma experiência diferenciada e criar vínculo com o consumidor.

Estes foram os principais pontos explorados durante o Cenários do Varejo, evento oferecido pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL Fortaleza) e que apresenta aos empresários locais as principais tendências discutidas no NRF Retail’s Big Show, um dos maiores eventos de varejo do mundo.

Regiane Romano, CEO da Vip-Systems Informática e uma das convidadas, destaca que “o Ceará está sempre surpreendendo, está sempre um passo à frente”. Ela acrescenta que os lojistas locais não devem demorar a acompanhar as novidades que estão sendo lançadas.

“Uma das linhas em alta é integrar todos os canais, porque afinal você não compra o canal e sim, a marca. E as tecnologias utilizadas para fazer essa convergência vão começar a ser adotadas de forma massificada, porque os custos reduziram bastante. Então, até os pequenos negócios podem ter acesso”, explica Regiane.

A coleta de dados a respeito do cliente e a análise dessas informações são alguns dos pilares que permitem a personalização dos produtos e experiências, de acordo com Romano. “A gente melhora a vida das pessoas conhecendo-as. Então sensores e visão computacional, por exemplo, que detectam se o cliente é homem ou mulher, para onde o olhar dele se volta primeiro, as expressões faciais em contato com os produtos, são elementos que nos ajudam a tomar decisões mais assertivas”.

‘Gente’ no foco

A também convidada e sócia-diretora da GS&Friedman, Fabiana Mendes, ressalta que antes o consumidor, o colaborador e a sociedade eram olhados de forma isolada, comportamento que deve ser alterado. “Para este ano, nós deveremos ter uma abordagem conjunta. Até porque a tecnologia e as pessoas são elementos fundamentais para fazer o varejo funcionar”, aponta a diretora. Ela também afirma que a tecnologia deve ser meio para facilitar a vida das pessoas, para atender às demandas e principalmente para criar conexões.

O presidente da CDL Fortaleza, Assis Cavalcante, aponta que uma das ações que já estão se popularizando é o envio de SMS promovendo a marca no momento em que o cliente passar próximo ao estabelecimento. “Quando alguém passar em frente à loja, ela recebe uma mensagem com promoções em vigor ou algo nesse sentido”. Assim, relata ainda, algumas lojas sabem exatamente o balcão que seus clientes passam mais tempo e colocam lá os produtos que precisam ser vendidos, de fim de estoque ou que chamam mais atenção.

Investimentos em tecnologia e coleta de informações sobre os hábitos de consumo dos clientes, bem como o aperfeiçoamento da abordagem, marcam as novidades de 2019

Para o setor

Uma das ações que já estão se popularizando na Capital é o envio de SMS promovendo a marca no momento que o cliente estiver passando próximo à loja.

Leia a matéria original em: Diário do Nordeste