Facebook Twitter Youtube Linkedin |

Nova dona do Walmart Brasil deve acelerar expansão do atacarejo

Após concluir a compra de 80% das operações do Walmart Brasil, a empresa de private equity Advent International deve investir na ampliação do formato cash & carry, conhecido como atacarejo. Pelo menos essa é a expectativa de analistas entrevistados pelo jornal Valor Econômico. Outra aposta, acreditam os especialistas, será nas lojas de vizinhança. De imediato, porém, a nova proprietária deverá definir ações para reduzir custos. Fontes do setor falam, inclusive, na necessidade de um choque de gestão. A varejista já conta com a bandeira Maxxi Atacado, porém com atuação bem mais discreta do que dos rivais Atacadão (Carrefour) e Assai (GPA). Alexandre van Beeck, sócio-diretor da GS&Consult, enxerga a possibilidade de a Advent acelerar a conversão de lojas do formato super e hipermercado para atacarejos da bandeira Maxxi, mesma tática já adotada pelos principais concorrentes. “Será preciso rever o papel dessas grandes lojas para aumentar a rentabilidade por metro quadrado. A oportunidade para o fundo é interessante, pois o Brasil está começando a sair da recessão, e um player bem estruturado ajuda a desenvolver o mercado”, acredita o consultor.

Leia a matéria original em: Data Mark