Facebook Twitter Youtube Linkedin |

Samsonite quer duas franquias no Ceará

A Samsonite quer pelo menos duas franquias no Ceará até o ano que vem. O estado cresceu em importância no segmento depois da entrada em operação do Hub, em maio passado, confirma o diretor de expansão, Hudson Manzano.

Ele veio a Fortaleza ter com potenciais franqueados. Hudson é do ramo. Já tocou no passado operação semelhante no O Boticário. Ao final de 2019, a marca de malas de viagens pretende ter uma bagagem de 25 franquias no Brasil. Cinco ainda este ano. Do total, nove no Nordeste.

Além do carro chefe, as chamadas House of Samsonite vendem as marcas American Tourister e Xtrem – linha de mochilas casuais e esportivas voltada para o público jovem.

Samsonite no Mercosul é liderada pela executiva Anna Chaia. É ela quem  comanda a estratégia iniciada no ano passado.

Em 2017, no Brasil, a marca cresceu declarados 52% em relação ao ano anterior. “Com as franquias, devemos expandir para novos territórios, entre eles, Nordeste, Centro-Oeste e Sul, uma vez que nossa concentração de lojas está no Sudeste”, diz Chaia.

A média de investimento em uma franquia House of Samsoniteé de cerca de R$ 600 mil, com expectativa prometida de faturamento médio em torno de R$ 150 mil.

A promessa de retorno do investimento é de 36 a 48 meses. A formatação do plano de franquias contou com o apoio da Grupo Bittencourt.

Este ano, a empresa abriu duas lojas próprias. Uma da marca mais cara, a Tumi, no Iguatemi, em São Paulo. Presente em mais de 100 países, a Samsonite está no Brasil desde 2012 e tem hoje 35 pontos de venda.

Leia a matéria original em: O Povo